quarta-feira, 4 de junho de 2014

INSTANTE INFINITO DE ALGUMA POESIA


Prepara-te para o pleno luar
Que se reflete no azul marinho.

Sobre um veleiro roçando o mar,
Rascunha o teu solitário caminho.

Todavia, o teu trilhar busca um destino;
Não tão comprido nem transitório.


Queres tu o evo mais cristalino
Contido no teu coração-oratório.

Eis que surge a Lua e em ti repousa,
Com rosto intrigante de poesia.

Teu pensamento feito mariposa
Navega pela tímida maresia.

Gotas de versos invadem fronteiras,
rabiscam o veleiro que velejas.

E pensar que tudo cabe em tuas algibeiras,
Como cabe uma vida toda nos lábios que beijas. 

(Luciene Lima Prado)

3 comentários:

  1. Que grata alegria abrir o navegador e deparar com esta maravilhosa construção e ainda mais vê-la nesta inspiração.Que bom que está em meus favoritos e assim não perco este momento sublime de sua volta.
    Um ano depois você volta com esta arte bela da escrita.
    O fechamento é fantástico
    Que saudade Luciene!
    Tudo bem com você é o que desejo e que agora possa ficar em paz e soltando suas palavras encantadas para o bem da poesia.

    Meu carinhoso abraço amiga.
    Seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  2. Venho deixar um abraço carinhoso e desejar um belo e bom fim de semana Lu.
    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada! Bom fim de semana para você também! Fique com Deus! Abraços!

      Excluir

Agradeço a todos pelos comentários! Tudo de melhor para vocês! Um abraço apertado!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...