terça-feira, 9 de novembro de 2010

RONDEL DO PENITENTE

Eu ser santo deveria,
Pois tudo em mim dói
Ao subir esta escadaria;
E eu nem santo, nem herói.

Por essa dor que me mói,
Ajoelhado em romaria,
Eu ser santo deveria,
Pois tudo em mim dói.

Por São José e Santa Maria,
Vai-se o mal que me destrói;
No escorrer desta sangria,
Por esta peleja que me corrói,
Eu ser santo deveria.

(Luciene Lima Prado)

3 comentários:

  1. O teu poemar é fabuloso, Luciene!

    Sou eu que agradeço o carinho.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo, este rondel. Um pouco místico, mas em tudo perfeito. Beijos, cara poetisa, GS

    ResponderExcluir

Agradeço a todos pelos comentários! Tudo de melhor para vocês! Um abraço apertado!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...