segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DIÁLOGO "INCORRESPONDIDO"

Troco meus rabiscos por tuas palavras desordenadas,
Que venha dar sentido ao meu fugidio pensamento.

       Palavras sem rumo, porém, encadernadas,
       Não as troco por teus rabiscos sem movimento.

Troco meus rabiscos pela incerteza de tuas palavras,
Para mim, são retas para meus pés tortos.

       Minhas palavras são dos meus vulcões as lavas,
       Que não as deixo ao toque dos teus lábios ignotos.

Troco este coração rabiscado num papel qualquer
Por esse teu texto sem vírgula ou ponto final.

       Não troco meu texto, misteriosa mulher,
       Por teu coração rabiscado com veneno mortal.

(Luciene Lima Prado) 
    

4 comentários:

  1. Muito bom seu poema, gosto da forma que escreves, parabéns e linda semana pra você,beijos.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema, Luciene. Este teu jeito de escrever me encanta, parabéns. Beijos querida e boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Vim aqui para nem sei como, mas gostei muito dos "rabiscos"...
    Vou seguir com todo o gosto.

    AC

    ResponderExcluir
  4. Adorei as imagens desse poético e ácido diálogo.

    Sempre muito bom ler seus escritos.

    Bjs, Luciene. Bom fim de semana. Inté!

    ResponderExcluir

Agradeço a todos pelos comentários! Tudo de melhor para vocês! Um abraço apertado!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...