sábado, 23 de outubro de 2010

SONETO À FLOR DOS TEUS SENTIDOS



Não lhe poderei dizer com firmeza,
Se nos poemas minha alma exponho;
A poesia é carne, caminho e sonho,
Em que todos têm a mesma beleza.

Alma que pode ser a tua ou a de um anjo,
Não a distingo de mim nem da canção;
Na poesia tenho mais de um coração
Que palpitam formando um belo arranjo.

Se disser que sou flor mesmo não sendo,
A verdade de outrem é meu rebento;
Pois eu digo: outras almas são minhas.

Contudo, se de mim duvidas tanto,
Se a ti provoco desmedido espanto,
Tenha fé, então, nas minhas entrelinhas.

(Luciene Lima Prado) 

7 comentários:

  1. Soneto belíssimo que revela a dimensão da poeta que você é. Li, reli, reli,... e a cada vez que o releio gosto mais ainda.

    Bjs, Luciene, bom fim de semana. E inté!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do soneto livre, bela inspiração, muita coisa eu li e gostei muito. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Luciene. Obrigado pela visita. Olhe, eu sempre digo que um bom soneto é aquele que a gente lê cantando. Isso eu fiz aqui com muito prazer. Sonetos são a música da poesia e você para mim está entre as grandes compositoras. Lindo, adorei! Abraços. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. Muito belo seu soneto, assim é a alma do poeta. Tudo de bom pra você, Deus te abençoe.Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei, estupendamente belo, harmonioso. Um trabalho muito bem feito, e com a sua marca. Parabéns, poetisa!

    ResponderExcluir
  6. Lindo o soneto, adorei ler, ler, e parar nele, valeu a pena pois teus poemas são lindos, parabéns e beijos.

    ResponderExcluir
  7. LINDO DEMIAS SEUS ESCRITOS POETISA ,,SEM PALAVRAS ,,,,,,,,,,ESTOU VICIADA EM SEUS POEMAS ,DEUS TE ABENÇÔE HOJE E SEMPRE .......... BJS NA SUA ALMA ............

    ResponderExcluir

Agradeço a todos pelos comentários! Tudo de melhor para vocês! Um abraço apertado!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...