segunda-feira, 13 de setembro de 2010

UM VERSO COMO ÓPIO

O mais perfeito verso
Poderia ser meu ópio,
Um corte em minha amargura,
Uma tarde de sol deleitosa.

Não tenho versos perfeitos,
Tenho apenas o lápis,
O papel que me hipnotiza,
Uma tarde de sol incompreensível.

Eu queria o ópio de um verso,
Do teu verso perfeito,
Ainda não cogitado
Sob esta tarde em nossas mãos.

(Luciene Lima Prado)

Um comentário:

  1. ...então eu disse aos meus bisnetos:
    "Eu conheci Luciene Lima Prado (a grande poetisa)".
    E rindo eles me disseram:
    "Larga de ser mentiroso vovô!"

    ResponderExcluir

Agradeço a todos pelos comentários! Tudo de melhor para vocês! Um abraço apertado!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...